domingo, 29 de junho de 2008

Dois mil e nunca - fato #446

- Nossa conversa está tão agradável!
- Muito! Você não sabe o quanto tempo eu esperei para encontrar alguém como você na internet!
- Oh, eu é quem o diga!
- Posso só te perguntar uma coisa?
- Claro! O que quiser!
- Me diz, na verdade você é H ou M?
- Mulher.
- Entendo, mas na verdade quis perguntar: Humano ou Máquina?
- Ah claro, como pude ser tão insensata? Sou Máquina.


2 comentários:

K. disse...

Isso me fez lembrar de um movimento feminista nos EUA que quer abolir algumas palavras, como husband (que vem de house band, ou dono da casa) e history.

De acordo com esse movimento, a palavra history é depreciativa, porque é a história dele (his-story). Esse movimento quer a divisão da história em duas: history e herstory.

O único problema é que a palavra history na verdade tem origem grega, e não tem nenhum significado masculino atrelado a ele... hahahaha (fora que é impossível essa divisão proposta, enfim...)

K. disse...

É claro, isso não tem nada a ver com seu texto. Só lembrei disso por causa do "H ou M?".

No anterior, eu já fiz várias vezes isso - de sair do ônibus e ir andando. O trânsito de São Paulo tá cada vez pior...